A INSTITUIÇÃO DOS SACRAMENTOS

A INSTITUIÇÃO DOS SACRAMENTOS

Os sacramentos foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o matrimônio. Os sete sacramentos atingem todas as etapas e todos os momentos importantes da vida do cristão: dão à vida de fé do cristão origem e crescimento, cura e missão. Nisto existe certa semelhança entre as etapas da vida natural e as da vida espiritual.

O Concílio de Trento definiu que todos os sacramentos foram instituídos por Cristo. É Cristo que lhes confere a sua eficácia. Dentre os sete sacramentos, apenas o batismo é necessário para a salvação, mas todos conferem a graça pela própria realização do ato sacramental.

A bíblia, não nos apresenta uma teoria, nem um testemunho preciso sobre a origem dos sacramentos no seu conjunto. Porém, no Novo Testamento, podemos claramente deduzir que na Igreja apostólica existiam ritos religiosos, que, mesmo não aparecendo com o nome específico de “sacramento”, a tradição da Igreja sempre identificou com os que justamente depois foram chamados “sacramentos”.

Sendo assim, a Sagrada Escritura apresenta-nos através de várias citações a fundamentação dos sacramentos. Percebemos através dessas citações que Cristo os instituiu e confiou à sua Igreja a autoridade e missão de ministra-los. Fala-se sobre o Batismo em: At 2,38.41; 8,12.16.38; Rm 6,3; 18-20; 1Cor 1,13-17; 12,13, Gl 3, 27 e Mt 28, 19-20: “Ide, pois, fazei … meus discípulo, batizando-os em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo…”; Confirmação em: At 8, 14-17: “Tendo … os Apóstolos, que estavam em Jerusalém, enviaram-lhes Pedro e João. Estes, … oraram por eles, a fim de que recebessem o Espírito Santo Pois ele ainda não descera sobre nenhum deles, mas somente haviam sido batizados em nome do Senhor Jesus. Então começaram a impor-lhes as mãos, e eles recebiam o Espírito Santo”; Eucaristia em: Mt 26,26s; Mc 14, 22-24; 1Cor 10, 16; 1 Cor 11,24; 1Cor 11, 20 e em Lc 22, 19 “Fazei isto em minha memória”; Unção dos Enfermos, por exemplo, em

: Tg 5,14 “Está alguém enfer

mo? Chame os sacerdotes da Igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor”; Ordem, por exemplo, em: 2 At 6,1-6; “Naqueles dias, como crescesse o número dos discípulos, …. Por isso, …, escolhei dentre vós homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais encarregaremos este ofício. Nós atenderemos sem cessar à oraç

ão e ao ministério da palavra”. Penitência, por exemplo, em: Jo 20, 21-23 “… A paz esteja convosco! Como o Pai me enviou, assim também eu vos envio a vós. … Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos”; e por último, mas não menos importante, o Matrimônio, por exemplo, em: Ef 5, 22-32 “Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois constituirão uma só carne … ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher respeite o seu marido”.

 

Categorias: Formação

Responder

Seu email não será publicado.

Powered by themekiller.com