Covid-19, a solidariedade dos colaboradores de Francisco

Numa carta, o cardeal Krajewski convida os membros da Capela Papal a fazerem uma oferta como sinal de solidariedade para “os que passam por dificuldades” devido à pandemia.

Vatican News

A carta, explica uma nota da Esmolaria Apostólica, foi enviada pelo cardeal Konrad Krajewski “aos cardeais, arcebispos, bispos e prelados que compõem a Capela Papal”. São os superiores eclesiásticos da Cúria Romana, ou seja, os cerca de 250 entre chefes de dicastérios, secretários e outros prelados. “Um convite à solidariedade”, lê-se, “para participar no sofrimento daqueles que estão em dificuldade”.

Devido à pandemia do Covid-19, afirma o comunicado “as celebrações litúrgicas presididas pelo Santo Padre durante a Semana Santa serão vividas sem a presença daqueles que, segundo o Motu Proprio Pontificalis Domus, compõem a Capela Pontifícia”. E assim o Esmoleiro “pede para estarem unidos intimamente e de uma forma especial ao Pontífice, Bispo de Roma que “preside à comunhão universal da caridade” (Concílio Ecumênico Vaticano II, Constituição Lumen Gentium,13), através de uma oferta. O Santo Padre – especifica a nota -, decidirá então o destino das ofertas recolhidas para a emergência sanitária”.

leia também