Hoje é celebrada Santa Rosália, virgem e eremita

REDAÇÃO CENTRAL, 04 Set. 19 / 06:00 am (ACI).- Santa Rosália foi uma nobre virgem e eremita do século XII, muito venerada em toda a Sicília e em Palermo (Itália), cidade da qual é padroeira. Seu nome em latim significa “Grinalda de rosas”.

O culto a esta santa foi promovido em todo o mundo pelos beneditinos, porque ao invocá-la obtinham a proteção contra doenças infecciosas como a peste ou recebiam auxílio em momentos difíceis.

Segundo a tradição da Igreja, foi uma mulher que viveu na solidão, pobreza e penitência; do mesmo modo, são atribuídos a ela inúmeros milagres, especialmente a extinção da peste que, em sua época, assolava o condado da Sicília.A iconografia a apresenta como eremita ou vestida com hábito agostiniano. Seus principais atributos são: uma coroa de rosas, em alusão ao seu nome, e um crucifixo e uma caveira, por sua ascese.

Segundo o sacerdote bolandista (colaborador jesuíta que recompilava dados sobre os santos), Pe. João Stilting, a santa foi filha de Sinibaldo, o conde de Quisquina e Monte Rosa (atual território de Santa Stefano Quisquina e Bivona), e é descendente da família de Carlos Magno.

Rosália foi educada na corte e, por sua beleza e bondade, tornou-se dama de honra da rainha Margarida de Navarra, esposa do rei Guilherme II. Mas, ainda jovem, deixou seu lar e o palácio real para dedicar sua vida à oração e às mortificações, ocultando-se no mosteiro de São Salvador, em Palermo.

Como seus pais e um homem ao qual a tinham prometido queriam dissuadi-la, fugiu para uma cova perto de Bivona (Sicília) e, mais tarde, a outra localizada no Monte Peregrino, próximo a Palermo, na qual morreu e foi enterrada.

Seus restos mortais foram descobertos e levados à Catedral de Palermo em 1624. Um ano depois, provou-se a autenticidade de suas relíquias e o Papa Urbano VIII incluiu seu nome na lista do Martirológio Romano para o dia 15 de junho e 4 de setembro.

No dia 15 de junho, celebra-se na Sicília e em outras partes da Itália uma festa especial comemorando o translado de suas relíquias. Em 4 de setembro, sua festa é celebrada na Igreja Universal.

Fonte: ACI DIGITAL

leia também