Palavra do Pastor

Nossa Missão

Mês de memórias de grandes santos, como S. Francisco de Assis, São Benedito, Santo Inácio, São Lucas, São João XXIII, São João Paulo II, Santa Tereza de Jesus, e mês mariano, lembrando de Nossa Senhora do Rosário e para nós, de forma ainda mais solene, Nossa Senhora Aparecida, outubro não deixa de ser, por excelência, o mês missionário mundial. Missionariedade é a palavra que ressoa continuamente na Igreja, a tal ponto que o ano que vem, outubro inteiro será dedicado à sensibilização desse aspecto importante para nossa Igreja em saída que se compromete a transmitir a alegria do Evangelho.

Antecipando o mês missionário, nosso Regional Oeste I, constituído pelas 7 dioceses que formam o Estado de Mato Grosso do Sul, celebrou um forte experiência, em nossa Diocese, nas duas paróquias de Naviraí, nos dias 20 a 23 de setembro. “A alegria do Evangelho por uma Igreja em missão” foi o lema que acompanhou esse 4º Congresso Missionário.

Representantes de todas as paróquias do Estado vieram para, em primeiro lugar, rezar, repetindo a experiência dos discípulos com Jesus, em seguida para se formar a respeito de vários temas espirituais e sociais, para em seguida, percorrer uma caminhada da paz, a partir da paróquia Nossa Senhora das Graças até a catedral, e para, enfim, por em prática o verdadeiro compromisso da missão, visitando muitas famílias de alguns dos nossos bairros. Aprender com Jesus, caminhar com Ele e assumindo a mesma missão d’Ele foram os três momentos que sintetizaram todo o evento.

Embora muitos tenham chegado cansados da longa viagem, todos ficaram felizes e apreciaram a iniciativa. Tudo correu muito bem. Alguém já está pensado no 5º Congresso que será sediado pela diocese de Corumbá.

De minha parte, em nome da diocese toda que acolheu os peregrinos, não me resta mais que agradecer. Obrigado aos padres Sidnei, Ajay e Moacir que em nome de todos os outros carregaram toda a responsabilidade, e aos demais padres que se fizeram presentes e às paróquias que muito colaboraram financeiramente e enviando missionários.

Parabéns às equipes todas que sem medir esforços carregaram mesas, cadeiras, panelas, placas e tudo o que precisou. Tantas coisas são feitas atrás das que aparecem, e sem essas nem as visíveis seriam possíveis.

Um agradecimento particular aos nossos adolescentes que, com violões, tambores e bandeiras, espalhados em todos os lugares e em todos os momentos, prestaram serviço de alegre acolhida, de animação e dando aquele brilho cativante que com tanta naturalidade eles sabem doar.

Bonitas as apresentações que alegraram a noite cultural de sábado: o “Aleluia”, aplaudido em pé sublinhou a qualidade e a seriedade dos nossos artistas.

Creio que todos os participantes tenham levado para suas terras de origem uma “mochila” mais rica de experiência, de formação e, sobretudo, de conscientização do que significa ser uma Igreja viva em missão, e mais ainda o entusiasmo que vivemos em cada momento e com todas as pessoas que encontramos.

Mas o Congresso missionário não terminou domingo com a missa de encerramento: esse evento de quatro dias só foi uma etapa intermédia de um longo processo e de um sério compromisso que vivemos como Igreja. Vem do pedido de Cristo com o envio de irmos todos para levar o Evangelho “a todas as criaturas” (Mc 16,15), reforçado no Concílio Vaticano II com o Decreto “Ad Gentes“, retomado continuamente nos Documentos da Igreja e fortemente indicado pelo papa Francisco nos seus pronunciamentos, último deles com as palavras “Estamos na terra para ser missão” (Mensagem para o dia mundial das missões (19/05/2018).

Que esse mês de outubro seja marcado por bons momentos de vida para todos. Unidos espiritualmente envio a todos, como sempre, a minha benção.

+ Dom Ettore Dotti, csf

Bispo diocesano de Naviraí

 

Categorias: Palavra do Pastor

Responder

Seu email não será publicado.

Powered by themekiller.com