Pastorais

A IMPORTÂNCIA DAS PASTORAIS NA IGREJA

“ Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor da a vida por suas ovelhas “. ( Jo 10,11 )

A beleza deste versículo resgata a figura de Jesus como Bom Pastor. Nele encontramos a expressão máxima do Deus que põe as mãos na vida do ser humano, conduzindo-o com segurança nos caminhos de sua existência.

Sabemos que por onde Jesus passava, as necessidades de cada um era atendida.

Muitos tiveram sua dignidade devolvida apos terem sofrido com os despojos da exclusão social. Outros foram curados. Muitos também foram restaurados e alimentados.

Jesus defendeu as crianças e com isto nos ensinou a proteger os indefesos. Para todos foi Pastor e guia.

Coube aos Apóstolos a missão de manter viva na Historia a presença de Jesus que que tendo subido aos céus ( Mc 16,19 ) jamais abandou o seu rebanho que somos nos. (CIC 1575)

Por isso que Pastoral esta intimamente conectada a Pastor ou Pastoreio, o que nos remete a Jesus Bom Pastor que sempre socorreu os necessitados. A Igreja, compreendendo sua missão no mundo afirma que “Ela não existe para si mesma, mas em função da sua missão de anunciar Jesus Cristo e fazer acontecer o Reino de Deus” ( Gaudium Et Spes, 41 ). Assim, entendemos por pastoral a ação da Igreja em manter viva a imagem de Jesus Bom Pastor em nosso meio.

Por que ha necessidade de se ter pastorais em nossa Diocese e Paroquia?

1. Para que todos sejam salvos – O convite

As pastorais são importantes porque anunciam Jesus Cristo a povos ou pessoas que não o conhecem ou que tendo já conhecido, hoje vivem afastados do Evangelho. As pastorais tornam-se um convite de festa: “a festa da adesão, da mudança interior e conversão a Jesus Cristo” ( Evangelii Nuntiandi, n 18 )

2. Para que todos conheçam – A catequese

As pastorais possuem uma ação catequética por ajudarem na educação e aprofundamento da fé dos que já aderiram a Jesus Cristo e querem ingressar na comunidade, através de uma iniciação completa, ou que necessitam estruturar melhor sua conversão.

Elas ampliam os horizontes da fé frente as exigências no mundo de hoje. As pastorais ajudam “o cristão a seguir Cristo e, na Igreja, aprende cada vez melhor a pensar como Ele, a julgar como Ele, a agir em conformidade com os seus mandamentos e a esperar como Ele nos exorta a esperar”. (Catechesi Tradendae n. 20)

3. Para que todos se ajudem – O amor mutuo

Em nome de Cristo, por Ele, com Ele e Nele a Igreja exerce a função de socorrer todos os necessitados. Por isto, as pastorais são importantes porque transformam a fé em obras. Elas podem se dar pelo serviço aos necessitados, pelo diálogo com o mundo, pela denúncia profética, pela dimensão celebrativa, pela participação na comunidade, pelo estudo da fé e pela espiritualidade.

Pelo fato das pastorais cuidarem do grande rebanho de Cristo, exercendo nele a presença do próprio Jesus Bom Pastor, as pastorais não são consideradas obras filantrópicas ou assistencialistas.

Enfim, as pastorais são importantes por manterem viva a presença de Jesus em nosso meio e por promoverem a expressão máxima do discipulado que se concretiza no amor mutuo.

4. As pastorais de nossa diocese – Continuando a missão de Jesus

Estar a serviço do próximo constituiu a base da missão de Jesus na Terra, ( MC 10,45 ). Por isto que nossa diocese mantendo viva a presença Dele em nosso meio se preocupa em administrar seus trabalhos de modo que todos tenham a vida plena em Jesus Cristo, continuando assim a sua missão.

Como bem dizia São João Paulo II na carta Encíclica Redemptor Hominis e em Centesimus Annus: “O ser humano é o caminho da Igreja” (RH 13, CA 53). O Concílio Vaticano II em diversas passagens dos seus documentos nos mostrou que “ Jesus é o caminho da salvação; o caminho da Igreja é o ser humano, pois ela existe para o serviço da vida plena para todos, a única razão e fim da obra e missão de Jesus.”

Powered by themekiller.com