Secretário de Estado do Vaticano: Reforma da Cúria busca destacar o Evangelho

Vaticano, 02 Mai. 19 / 03:30 pm (ACI).- O Secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, disse que o anúncio de uma constituição apostólica para a reforma da Cúria busca enfatizar a conversão missionária da Igreja e destacar o Evangelho.

“O fato de que a Congregação para a Evangelização dos Povos seja considerada a primeira entre os Dicastérios da Cúria não significa que o papel da Congregação para a Doutrina da Fé seja menos importante”, disse o Purpurado ao Grupo ACI no dia 27 de abril, em referência às previsões da reforma da Cúria publicadas na semana passada por uma fonte católica.

A nova constituição apostólica que regulará as funções e tarefas dos departamentos da Cúria terá como título Praedicate Evangelium e será apresentada aos presidentes das Conferências Episcopais, aos responsáveis pelos Dicastérios da Cúria e aos superiores de ordens religiosas para que haja um intercâmbio de ideias antes da publicação.

Segundo a fonte católica, a nova Cúria incluiria um “superministério” para a evangelização que resultaria de uma suposta fusão da Congregação para a Evangelização dos Povos e do Conselho Pontifício para a Promoção da Nova Evangelização. Este novo superdicastério seria ainda mais importante do que a Congregação para a Doutrina da Fé.

O Cardeal Parolin disse que “não devemos dar tanta importância às hierarquias”, já que “toda a Cúria Romana está a serviço do Papa”.

O Secretário de Estado explicou que “esta opção de dar o primeiro lugar à Congregação para a Evangelização dos Povos quer lançar luz sobre uma das principais características do pontificado, que é a ênfase na conversão missionária da Igreja”.

Observou também que “a Igreja deve dar uma mensagem, a Igreja deve anunciar o Evangelho, a Igreja existe por este motivo e não para ser autorreferencial, como disse o Papa Francisco”.

O Purpurado afirmou ainda que o novo superministério englobaria o Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização, enfatizando assim a “evangelização em sentido global”.

Esta evangelização vai, indicou, “desde o primeiro anúncio do Evangelho até o anúncio da fé em países de tradição cristã que perderam sua adesão à fé”.

O Cardeal Parolin ressaltou que “a Congregação para a Doutrina da Fé continuará sendo importante, já que a fé deve ser anunciada em sua integridade e pureza. Devemos anunciar o que está no Evangelho e o que se vive através da doutrina”.

Segundo as previsões, a nova Cúria não teria mais diferenças entre as Congregações e os Pontifícios Conselhos, e todos os departamentos da Cúria serão chamados Dicastérios.

O Cardeal Parolin afirmou que “a Secretaria de Estado ainda se chamará Secretaria de Estado”. Também recordou que “dois dicastérios no Vaticano são chamados secretarias, a Secretaria de Comunicação e a Secretaria de Economia”.

A Secretaria de Comunicação agora é o Dicastério para a Comunicação, mas “a Secretaria da Economia permanecerá”.

Confira também:

leia também