Seminário Maior Maria Mãe da Igreja

13891800_1258608464150990_7586079321522680252_nO Seminário Maior Regional Maria Mãe da Igreja, acolhe os seminaristas das sete dioceses do MS. O tempo da formação inicial (3 anos de filosofia e 4 anos de teologia), enraizada em Jesus, procura formar o seminarista como homem de fé, chamado ao ministério sacerdotal, na integridade das seguintes dimensões: Humano-Afetiva, Comunitária (formar o homem capaz de fazer comunidade); Espiritual-Vocacional (viver a experiência do encontro e permanência com Jesus que nos chama); Pastoral-Missionária (ação pastoral nas comunidades que nos impulsiona a ir além das nossas fronteiras) e Intelectual-Acadêmica (em diálogo com a cultura para dar razão da nossa fé).

Este ano duas novas realidades enriquecem a experiência formativa: a moradia dos seminaristas de filosofia e teologia numa mesma casa, o que tem favorecido o sentido de pertença entre as diferentes dioceses, a riqueza de dons e carismas ao serviço do seminário e a maturidade para assumir a presença do outro. Também a presença da nova equipe formativa (três padres Sulpicianos e um padre da Arquidiocese de Campo Grande), que assume a pedagogia da Companhia dos Padres de São Sulpício (Sociedade de padres diocesanos dedicados ao discernimento das vocações, na formação inicial e permanente dos presbíteros; Paris, 1642).

O Seminário no intuito de formar pastores com rosto capaz de responder as necessidades pastorais do MS, quer formar segundo o impulso do Espírito, a fim que vivendo para Deus em Jesus Cristo os futuros pastores assumam os traços de Jesus Bom Pastor. Nisto é fundamental que como homens de fé se abram à graça no seu empenho cotidiano por responder ao convite do Dono da Messe.

É responsabilidade das comunidades cristãs rezarem pelo Seminário, que devem sentir como próprio, como uma realidade que lhes pertence, pois nele se formam os seus futuros pastores.

“Senhor, fazei que estes futuros sacerdotes tenham uma personalidade íntegra e rica em virtudes, à semelhança de Jesus Cristo. Fazei que sejam homens de Deus e, como Jesus, homens para os outros. Colocai em seus corações um amor vivo pela Palavra divina, pela Eucaristia e pela oração, pela Igreja e pela doutrina salvadora que ela conserva e proclama fielmente. Fazei, enfim, que na preparação ao seu futuro ministério, sejam cada dia mais santos” (São João Paulo II, 15 de outubro de 1991, Brasília – Seminário NS de Fátima)

Powered by themekiller.com