Tudo pronto para a canonização de Irmã Dulce no Vaticano

Roma, 12 Out. 19 / 12:29 pm (ACI).- Já está tudo preparado em Roma para a Missa em que o Papa Francisco proclamará Santos a beata Dulce Lopes Pontes, que se converterá na primeira mulher nascida no Brasil a ser inscrita no livro dos santos, junto com outros 4 beatos .

Amanhã serão declaradas santos na Missa que será celebrada na Praça de São Pedro, no Vaticano, a religiosa italiana Giuseppina Vanini, fundadora das Filhas de São Camilo; a religiosa Maria Teresa Chiramel Mankidiyan; e a Suíça Marguerite Bays, junto com o Cardeal John Henry Newmann, um converso ao catolicismo que deixou um frutífero legado intelectual para a Igreja.

Este sábado a Praça de São Pedro amanheceu pronta para acolher os milhares de fiéis que participarão da cerimônia, entre eles, centenas de peregrinos vindos de Salvador (BA), onde Irmã Dulce viveu. As cadeiras para a Missa e os cavaletes que separam os distintos âmbitos para este tipo de celebrações também já foram postas.

Entre as várias iniciativas que se realizam em Roma para celebrar a canonização destes cinco novos Santos, está a mostra organizada pela embaixada britânica e o Colégio Sacerdotal inglês chamada “Um santo em Roma”, que mostra a passagem do Cardeal Newman pela Cidade Eterna e o evento: “Cardeal Newman: Uma celebração”, programado para este sábado 12 de outubro na Casina Pio IV no Vaticano, com a participação dos Cardeais Pietro Parolin, Fernando Filoni, e Marc Ouellet, da Cúria do Romana, e o Cardeal Vincent Nichols, Arcebispo de Westminster (Inglaterra), onde viveu o futuro santo britânico.

O Brasil estava presente na Praça na manhã de hoje. Peregrinos da Bahia e de todo Brasil vieram presenciar a canonização da brasileira Dulce Lopes Pontes, ou, Irmã Dulce dos Pobres como atualmente é conhecida a Beata.

Em homenagem a Irmã Dulce, a primeira mulher nascida no Brasil a ser inscrita no livro dos Santos, programou-se uma ópera composta por Roberto La Borda, que será apresentada às 18h na Embaixada brasileira em Roma, perto da Praça Navona.

Para a canonização desta religiosa se espera a participação de 15 mil brasileiros, entre eles o Arcebispo de Salvador (BA), Dom Murilo Krieger, que se disse emocionado por participar da cerimônia de canonização da freira baiana.

Fonte: ACI DIGITAL

leia também