Vocação

Por que falar tanto em vocação? Porque vocação é por em prática a vida à qual somos chamados, seja qual for: medico, advogado ou pedreiro, ou em campo religioso padre freira, consagrado ou leigo comprometido. Vocação é um chamamento, uma convocação vinda diretamente sobre nós, a partir da pessoa de Jesus Cristo, convocando-nos a uma ligação com Ele (cf. Mc 2,14), a serviço do próximo. Vocação é decisão de Deus e nossa adesão.

O mês de agosto nos convida a ler essa vocação no sentido mais específico religioso espiritual; de fato nos quatro domingos lembramos as vocações sacerdotal, religiosa, vocação de pai, de mãe e de catequista que assumem responsabilidade na comunidade e na Igreja. Todas são importantes e indispensáveis. Todas levam à perfeição da caridade, que é a essência da vocação universal à santidade. Todas as vocações são vividas, não individualmente, mas sim comunitariamente, pois é por isso que somos e vivemos.

Como vosso pastor e bispo quero agradecer pela vossa particular vocação, seja qual for, pois é por meio de vocês, todos, que nossa comunidade, nossa Igreja, nossa formação e nossa religiosidade se expressam e caminham. Aos padres um particular agradecimento pela comunhão presbiteral e por fazer os sacramentos acontecerem; aos diáconos, religiosos/as meu abraço de pai e meu estímulo a continuar manifestando o rosto de Jesus servidos; aos leigos, pais e catequistas, a minha benção para que sua missão de educar e ensinar seja transmitida com a vida, antes de que com as palavras. Aos meus seminaristas a recomendação de viver, desde já, aquilo que querem ser amanhã, servidores preparados e humildes, conhecedores da Palavra de Deus e imitadores da vida de Jesus a serviço do povo.

A todos meus votos para que, cada um, viva alegremente a sua própria vocação.

Categorias: Palavra do Pastor

Responder

Seu email não será publicado.

Powered by themekiller.com